Sexta-feira, 14 de Fevereiro de 2014

Ter namorada é desvantajoso

Facto engraçado! Apesar de hoje ser o dia comercialmente aceite para se disparar a venda de preservativos, é também o Dia Europeu da Disfunção Eréctil. Portanto, há casais que podem estar a festejar por dois motivos. A eles: que seja um dia óptimo, mas não se entusiasmem demais porque podem ser apenas os melhores segundos da vossa vida.

 

Desta feita, e depois de analisar minuciosamente manuais de biologia, de ter observado o comportamentalismo humano e de ter comido meia dose de pataniscas com arroz de feijão que estava daqui (estou a apertar a orelha com o meu polegar e indicador), cheguei a esta brilhante conclusão:

 

(Até vou escrever em caps lock para poderem aproveitar desta conclusão, no seu todo)

TER UMA NAMORADA É DESVANTAJOSO!

 

Mais desvantajoso de que quando vamos de calças de ganga à praia e nos apetece dar um mergulho quando afinal íamos só comer um gelado.

E passo a citar as desvantagens:

 

  • É necessário lavar sempre os dentes para que no momento de um beijo não tenhamos que ouvir “Mas que hálito horrível a vinagre e a chouriça”;

 

  • É necessário juntar um pé-de-meia ao nível dos melhores ordenados de Hollywood para pagar jantar e hotel no Dia dos Namorados, porque se não o fizermos somos uns yetis insensíveis para quem “viver o amor” está ao nível de um jogo de sueca;

 

  • Amar é perder vocabulário e deixar de usar expressões como “Estás mais gorda” ou “Uma vez vi um camelo com uma franja igual à tua”;

 

  • É ter a necessidade de substituir os braços por cabides e segurar em sacos de compras que se multiplicam com o avançar do número de horas passado num centro comercial; (Saudades de quando dávamos um uso decente às mãos, a punheta);

 

  • É ser criativo em excesso e obrigado a pensar tão rápido que pode gerar um deslocamento mortal do cérebro em dez graus, porque à pergunta “Estás a olhar para onde?”, não podemos vacilar. É preciso uma resposta instantânea como “Para aquilo que me parece ser o regresso do Salvador à Terra… O que é que foi? Estava escrito que ele ia voltar um dia.” Ou então, caso queiram ver ternura na cara delas “Para um koala bebé.”

 

São apenas cinco exemplos. Confrontem-nas com isto. O que é que pode vir a acontecer? Passarem um mês a dormir no sofá? Greve de sexo? Mau-humor forçado servido ao pequeno-almoço? Hum! É melhor ficarem calados, para vosso bem.

 

Johnny Almeida

Publicado por Universo de Paralelos às 22:07
Link do post | COMENTAR | Favorito
1 comentário:
De Alice Alfazema a 14 de Fevereiro de 2014 às 22:31


Comentar post

!>Pesquisar neste blog

 

!>Junho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


!>Arquivos

!>Visitas