Segunda-feira, 15 de Outubro de 2012

Tiago Faria vs Os Grandes Homens da Razão

Tiago Faria é igual a muitos de nós. Apenas acrescentar que a sua área de domínio não se restringe a futebol e casas de alterne. Percebe de física quântica, química quântica, filosofia quântica, história quântica e regras de badminton, entre muitas, muitas outras coisas. Tinha a voz rouca de tantas palestras que dava e o corpo cansado de viajar por todos os lugares do planeta, "sem excepção", como o próprio afirmava.

Era um génio multidisciplinar. Um dos melhores que conheci.

 

No seu teorema, Pitágoras afirma que em qualquer triângulo rectângulo, o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos.

Tiago responde à letra “Não, não. Isso não é nada assim. Um cateto é igual a um cateto porque se escreve da mesma maneira, ou seja, com as mesmas letras, na mesma ordem. Uma hipotenusa é o resultado da soma da idade de todos os elementos dos Rolling Stones a dividir por péloi, que é um número que eu acabei de inventar.” Acrescentou ainda “E para provar o que eu estou a dizer, amanhã vou trazer uns papéis.”

 

A Lei de Newton sustenta que a gravidade é uma força de atracção entre dois corpos.

Tiago não está de acordo “Não, não. Isso não é nada assim. A gravidade tem que ver com o café, porque é muito grave haver sítios onde o café custa um euro e aquilo é água quente com grãos em pó.” Deixou em nota de rodapé para que se dissipassem eventuais dúvidas “E para provar o que estou a dizer, amanhã vou trazer uns papéis.” E trouxe, alguns deles com carimbos da Delta e da Sical.

 

São estes, aliás, os mais debatidos tópicos do seu recente livro “O Livro do Conhecimento”, traduzido em inglês sob o título “Conheciment Book”, em francês para “Livre de Conhecimaint” e, finalmente, para holandês como “Van Hooijdonk”.

 

Desenvolveu a sua própria teoria de nome “Teoria da Superioridade sem Precedentes”, onde, na alínea C, diz “Quem não concordar com aquilo que eu aceito, será borrifado com perfumes do Boticário e posteriormente deixado à porta da OpusGay vestido com um pólo sem mangas da LaCoste.” Acusa todos os que discordam de, cito, “cheirarem a xixi” e serem “gente que vai à missa só para ver o que os outros vestem”.

A alínea A é uma lista de todos os prémios que ganhou, entre eles o “Supremo Possuidor de Conhecimento”, atribuído por si mesmo, e um calendário de gajas nuas que ganhou numa rifa. Na alínea B, encontrámos, sendo ela a mais longa, todos os elogios que consegue fazer ao próprio calendário, entre eles “esplêndidos tetões”.

 

Assume-se como um bom profissional através do exemplo várias vezes repetido por si: Bom profissional é aquele astrónomo que no epicentro de um acidente entre um autocarro com crianças e um armazém de explosivos continua a olhar para o céu e a dizer "Boa! Outra estrela cadente.".

 

E assim continua este homem do mundo. A corrigir todos os que estão enganados e a não ter jeito nenhum para jogar à bola.

 

Johnny Almeida

Publicado por Universo de Paralelos às 15:52
Link do post | COMENTAR | Favorito
1 comentário:
De Jorge a 16 de Outubro de 2012 às 11:05
Provavelmente o melhor texto deste blog.
Acrescento, conhecendo o Tiago Faria, que isto apenas vai servir para o dito cujo se idolatrar ainda mais acima de tudo e todos enquanto critica os míseros cursos universitários que outros tem, todos eles brincadeiras de criança quando comparados ao superiormente difícil mundo das "hidraulicas".
Aproveito ainda para dizer que Tiago Faria não joga mal à bola, simplesmente tem um estilo de jogo tão superior que os outros não compreendem, pensando por isso que ele é um tosco, quando na verdade Tiago Faria é um génio do futebol indoor em relvado sintético.


Comentar post

!>Pesquisar neste blog

 

!>Junho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


!>Arquivos

!>Visitas